quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Carta para um grande amor

Oi! Tudo bem?
Depois de muito tempo volto a te escrever. Quero dizer que ainda te amo, amo muito.
Minha vida enlouqueceu depois que te conheci. Era tudo tão regrado e de repente me vi fazendo coisas que não esperava fazer (não tão cedo. Não na nossa situação.)... Coisas boas, coisas que não me fizeram bem!
O amor era tão pequenininho, cresceu com muita força! É engraçado! Às vezes não queremos isso e lutamos para que não aconteça, mas o amor não se importa com a nossa vontade: chega devagar e vai ocupando espaço e quando você percebe ele já ocupou todo o seu corpo e tem fortes raízes.
Você não queria isso e deu várias provas. Mas, o que eu poderia fazer? Amei, amei, amei... E, muitas vezes, o grande erro das pessoas é amar, amar demais.
Hoje tenho vergonha de muitas coisas que fiz para estar ao seu lado. Eu não o culpo por nada, pois sabia que seria apenas um momento. Tentei estar com outras pessoas para esquecer, mas foi outro erro. Como tentar gostar de uma pessoa, se você toda respira outro alguém?
Estou aqui tentando te esquecer, vivendo um dia de cada vez, fazendo com que esse amor adormeça ou morra e me dando a chance de ser feliz.
Agora que você já sabe que não existe mais nenhuma intenção de minha parte para ficar com você, às vezes lembre de mim e mande notícias. Só preciso saber que você está bem, que é feliz...

De uma eterna apaixonada...

2 comentários:

Lipo J. disse...

vc não me engana...

Anna disse...

Pq é tao dificil amar?Isso só amando pra saber...Curta os momentos dessa vida, são tão curtos...

Template by:
Free Blog Templates