terça-feira, 15 de setembro de 2009

Para um dos "sois" da minha vida...

Então teve um momento que as estrturas balançaram e ela não soube o que dizer nem o que fazer... Apenas pensou em pedir desculpas, mas as palavras não saíram. Então ela resolveu sair e saiu.
Refletiu um pouco sobre o assunto e ficou triste. Mesmo sem querer, às vezes, magoamos as pessoas. Não era a intenção dela. Ficou imaginando em uma forma de se desculpar... Nada! E-mail?! Telefonema?! Mensagem no celular?! Nada! Um encontro?! Nada! A impressão era de que ela tinha se transformado em um vácuo perpétuo.
Como ela pode ser tão grosseira e não perceber que uma parte dela precisava de ajuda, de uma palavra, de uma carícia, do silêncio?!. Ao constatar isso, sentiu-se mais triste. Tudo o que ela queria era poder tirar aquela tristeza, aquele vazio de uma das suas partes, porém não tinha idéia de como fazer isso.
Daí pegou um pedaço de papel e um lápis e tentou escrever algo...
"Eu sou um pouco (ou muito) egoísta. Se estou triste não me importo de passar isso para ninguém. E se estou alegre também quero que todos estejam.
Como você disse, se pensar positivo resolvesse alguma coisa... Realmente não resolve, mas ajuda a conseguirmos viver neste mundo cruel. Não sei qual o motivo dessa entrega, só quero que lembre que você é uma pessoa muito especial, importante e que precisamos acreditar que de alguma forma nossa vida dará certo."

E assim ficou a olhar o pequeno papel e o que tinha rabiscado, querendo com todo o coração poder afastar de sua parte querida, aquela tristeza que parecia que não teria fim...

2 comentários:

Lipo J. disse...

tem a sua cara...
q aconteceu?

Nina et al disse...

Hummm, realmente reconheci vc neste post...
O q aconteceu?²

Template by:
Free Blog Templates