terça-feira, 12 de maio de 2009

Retomada de um verso para dizer adeus

É como dizem: Enterrar é fácil, morrer que é difícil!
... E como uma leve brisa você bateu na porta de minha casa e me abraçou e me beijou como se nada tivesse acontecido. E eu assustada por te ver ao meu lado, já que a alguns dias eu estava te enterrando.
Fiquei parada te olhando, tentando entender qual o motivo de você estar ali dizendo que sente saudade, que gosta de mim, que quer me ver...
Tudo de volta de novo. Todos os sentimentos voltaram: raiva, mágoa, tristeza, alegria, paixão, amor... O que devo fazer?! Sinceramente não sei. Já estava me perdendo em paixões vazias, vagando pelo mundo, tentando encontrar alguma coisa tua em outra pessoa.
Agora preciso decidir se vale a pena trazer você de volta à minha vida (se em algum momento você saiu dela).
Só por mais um minuto eu quero deitar na areia e ver o sol nascer ao seu lado. Acariciar seus cabelos, beijar sua boca, sentir o seu corpo junto ao meu. Te fazer dormir ou simplesmente amar você... Sorrir! Ser feliz por mais um momento.
Até que eu abro os olhos e me vejo te enterrando de novo. Dizendo adeus de novo. Colocando no seu túmulo mais algumas rosas vermelho sangue. E lembrando eternamente que enterrar é fácil, morrer que é difícil!Será que você nunca irá morrer dentro de mim?

1 comentários:

NLollaLouise disse...

Ei minha borboleta q por aí anda perdida em sonhos... não gaste suas lágrimas com este defunto. Coloque de vez uma pa de cal. Ou então faça como lhe disse: converse!

Template by:
Free Blog Templates